Advogada é sequestrada e morta com cinco tiros; Secretaria também foi levada pelos criminosos, mas é liberada

Depois de sequestrada ao sair do escritório ao lado da secretária, a advogada Sílvia da Silva Carvalho, 56 anos, foi morta com cinco tiros na noite de ontem (26). O crime ocorreu por volta das 20h30 em uma localidade da zona rural do distrito de Maria Quitéria.
Segundo a polícia, quatro homens em um carro de passeio seguiram a advogada Silvia quando ela saiu do escritório, que fica em frente ao Complexo de Delegacias do Sobradinho, por volta das 19h20. “Ela saiu do escritório e estava em seu veículo. Após contornar um posto de combustível, os homens em outro carro sinalizaram para que ela parasse, mostraram a arma e pediram que ela sentasse no banco do carona e a secretária no banco do fundo. Próximo ao conjunto Cordeirópolis a secretária passou para outro carro. Chegando na zona rural, os bandidos pediram que a advogada descesse do veículo e a mataram com cerca de cinco tiros”, relatou o delegado Gustavo Coutinho que está investigando o caso.
A secretária foi liberada logo depois e ficou muito abalada. Ela contou à polícia que não conseguiu ver características físicas dos bandidos, pois eles cobriram o rosto dela com um pano. “Ela contou que o tempo todo os bandidos disseram que o alvo era a advogada e proferiram vários xingamentos, dando a entender que era um acerto de contas, como se ela tivesse recebido algum pagamento e não tivesse feito o serviço. Ela não visualizou o rosto, mas acredita que eram indivíduos jovens, usaram gírias de bandidos. Além disso ela contou que a Dr. Silvia estava tranquila como se conhecesse os bandidos e não estivesse acreditando que seria assassinada”, disse o delegado.
Após o crime os bandidos abandonaram o veículo da advogada em trecho da BR 116/Norte. O corpo da advogada foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).
Fonte:Equipe Oeste Mania.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *