Bem vindo ao maior portal do oeste baiano.
Primeira condenação de Geddel está a caminho
09/02/2018 10:06 am

Geddel Vieira Lima, o homem do apartamento com malas de dinheiro, volta à ribalta nesta sexta-feira.

O Ministério Público Federal entrega suas alegações finais na acusação de obstrução de Justiça no episódio com o operador Lúcio Funaro.

Ao serem revelados os primeiros detalhes da delação premiada de executivos do grupo J&F, Geddel passou a pressionar a esposa de Funaro, Raquel Pitta, para garantir que o doleiro não firmasse um acordo de colaboração com as operações Cui Bono e Sépsis e, assim, entregasse a cúpula do MDB.

Geddel deve entregar a defesa final na semana que vem. Pode resultar daí sua primeira condenação.

Ao lado de Eduardo Cunha, o ex-ministro da Secretaria de Governo de Michel Temer está cercado pelas provas.

Além dos depoimentos dos ameaçados, há prints de mensagens e comprovantes das ligações em que Geddel daria a entender que o esquema de silêncio pago pela J&F de Funaro e Cunha continuariam de outra forma.

Na terça-feira, o emedebista prestou depoimento ao juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, mas não respondeu às questões dos investigadores. “Falei algumas vezes com a senhora [Raquel]. Posso dizer que estes telefonemas amigáveis devem ter lhe feito bem”, disse. “Me coloquei a ajudar, eram ligações humanitárias”.

Não bastasse chamar o suposto achaque de “ligações humanitárias”, o ex-ministro deu a entender que está ressentido com os colegas de partido. “Amigos de longa data me lançaram ao degredo, ao Vale dos Leprosos”. Além de se enrolar com a história dos telefonemas, é de Geddel o dinheiro (e as digitais nas notas) no notório apartamento em Salvador, que abrigava 51 milhões de reais em dinheiro vivo e tornou-se imagem que rodou o mundo como símbolo de corrupção. Dos colegas, não houve um pio em sua defesa.

Geddel é conhecido pela personalidade impulsiva e impaciente. A indisposição pública com o MDB pode resultar em vingança.

Está na moda se vingar contando tudo o que sabe. Com trânsito no Congresso e no Executivo desde o início dos anos 90, não faltará informação. Se um dos nomes mais próximos do presidente Michel Temer decidir falar, as bases políticas de Brasília vão tremer.

Equipe Oeste Mania.

Rua Abílio Farias, 394, Centro, Barreiras - Bahia - CEP 47.804.080
Fone: (77) 3611-0101 / E-mail: adm@oestemania.com.br